iwtraining

Compreendendo o Curves Fotografia

Compreendendo o Curves

Existem várias maneiras de se corrigir a iluminação de uma imagem com o Photoshop, porém temos 3 recursos que são mais utilizados.

A primeira delas é o Brightness/Contrast, que afeta de forma bastante grosseira o brilho e o contraste de uma imagem.

O segundo recurso é o Levels (Cmd+L). O Levels limita o controle dos pontos e sua amplitude. É uma ótima ferramenta. Permite ao usuário clarear as luzes, escurecer sombras e alterar os meio-tons de uma imagem.

O terceiro recurso, e que muitos consideram complicado, é o Curves (Cmd+M), que é a mais versátil, pois permite que você afete a curva tonal da imagem de forma livre, obtendo uma gama de resultados muito maior do que os métodos anteriores.

Curva Tonal

A Curva Tonal é um gráfico que define uma relação entre a entrada e a saída da escala tonal (tons de iluminação) de uma imagem.

curves-01

O eixo horizontal, que é chamado de Input, mostra a escala tonal da imagem original (antes do Curves ser aplicado), indo do ponto mais escuro à esquerda até o mais claro à direita. O eixo vertical, que é chamado de Output, mostra a mesma escala tonal, mas refere-se à imagem de saída, após o efeito do Curves ter sido aplicado.

No fundo da imagem vemos um suave gráfico em cinza, chamado de histograma. Este histograma é apenas uma base para você visualizar o nível de luminosidade de sua imagem, o gráfico mostra quantos pixels sua imagem tem em cada nível de luminosidade. Na imagem acima podemos ver que o histograma mostra um leve acúmulo de pixels nas áreas mais escuras, uma grande quantidade nos meio tons, e nenhum pixel nas áreas mais claras. O “lapso” entre o histograma e o lado direito do gráfico indica que o ponto mais claro da minha imagem possui uma luminosidade de pouco mais de 75%, o que me deixa uma brecha para melhorar o contraste da imagem.

O gráfico mostra o que chamamos de Curva Linear. Como cada ponto do eixo horizontal se relaciona com o mesmo ponto no eixo vertical, podemos dizer com facilidade o que esta ‘curva’ faz pela imagem: nada. Pois a relação de entrada é a mesma da saída.

A medida em que movemos a curva tonal, clicando e arrastando sobre ela (este é apenas um dos métodos), podemos alterar a relação da luminosidade da imagem original com a imagem resultante.

Comece pressionando o botão Curve Display Options na parte inferior da janela para abrir algumas opções extras do diálogo. Na parte direita desta nova região há dois ícones quadrados, clique no que tem a grade mais complexa para visualizar melhor as alterações no gráfico. Seu diálogo deve ficar como este:

curves-02

Clique no ícone em forma de um dedo com setas na parte esquerda do painel.

curves-03

Com esta ferramenta selecionada, flutue seu mouse sobre a imagem, e perceba que uma pequena bolinha aparece sobre o gráfico. A bolinha indica exatamente em que parte da curva está aquele pixel sob o cursor do seu mouse. Quanto mais escuro, mais para a esquerda estará a bolinha, quanto mais claro, mais para a direita. Perceba que é quando você flutua o mouse sobre as manchas brancas que a bolinha atinge o ponto mais alto do gráfico, e que este ponto chega, no máximo, à última linha do gráfico, nunca entrando no último quadradinho do canto superior direito. Isto acontece porque ali estariam os pixels mais claros possíveis, e nossa imagem não tem nenhum. Clique no botão do dedinho novamente para desabilitar esta ferramenta.

Vamos fazer nossa primeira alteração na curva. Clique no ponto do canto superior direito do gráfico e arraste-o horizontalmente até a terceira linha do gráfico, assim:

curves-04

Perceba que se você der OK agora, e então abrir novamente o diálogo Curves, o histograma terá mudado e o lapso entre o gráfico e a margem direita do gráfico não existe mais. Isto é porque agora sua imagem tem pixels nas áreas mais claras dela.

Como utilizar

Você pode clicar diretamente no gráfico da curva tonal para criar novos pontos que você pode mover, afetando assim a curva tonal da sua imagem. Quanto mais para a esquerda estiver o ponto, mais escuras são as áreas da imagem afetadas por ele, mais para direita, áreas mais claras. Mover o ponto para cima clareia aquela área, mover para baixo, escurece-a.

No nosso movimento, acabamos subindo o gráfico nas regiões mais claras da imagem, gerando assim um clareamento destas áreas.

Para alterar os meio tons da imagem, gere um ponto no centro dela e arraste para cima para clarear e para baixo para escurecer.

curves-05

Para aumentar o contraste da imagem crie uma curva em S, escurecendo (descendo) as regiões escuras e clareando (subindo) as regiões claras.

Se você inverter completamente o gráfico (puxando o ponto inferior esquerdo totalmente para cima, e o superior direito totalmente para baixo), inverterá a luminosidade da foto, gerando um negativo.

Agora, pense só, com isto você tem o poder de inverter a luminosidade apenas de determinada área do gráfico, invertendo a relação apenas de um pedaço.

Com isto a ferramentas Curves permite que você afete a luminosidade apenas em determinada região tonal da imagem, como por exemplo clarear apenas as meia-sombras da imagem, sem afetar o resto da mesma.

Conta Gotas

No painel CURVES há, logo abaixo do gráfico, três conta-gotas… um cheio de ‘tinta’ preta, outro de cinza, e outro de branco. Estes conta-goras funcionando da seguinte forma. Selecionar o conta-gotas preto e clica na imagem diz ao Photoshop que aquele ponto que você clicou deve ser preto, então o Photoshop irá alterar toda a curva de forma que aquele ponto que você clicou fique preto (ele altera toda a curva de forma equivalente, para aquilibrar a luminosidade). Clicar com o conta-gotas branco diz que aquele pixel deve ser branco, e o mesmo acontece com o conta-gotas cinza, que torna o ponto clicado em cinza 50%.

curves-06

O problema desta ferramenta é que ela estoura o ponto clicado. Ou seja, você pega a ferramenta conta-gotas branco, clica na imagem, e todo aquela área vira branco puro, arriscando perder os detalhes.

Existe um truque para resolver isso. Dê um duplo clique sobre o conta-gotas branco. Isto fará abrir o Seletor de Cores do Photoshop. Neste seletor as cores RGB estarão especificadas em 255, 255, 255. Mude esta configuração para 254, 254, 254, isto fará com que o ponto clicado fique quase branco, e não branco puro, evitando o estouro. Clique OK. Agora faça o mesmo com o conta gotas preto. Configure o RGB para 1, 1, 1. Dê OK

Selecione o conta gotas preto e clique na área mais escura da imagem. Você verá que não acontece nada, pois o local já está bem preto. Mas agora clique no conta gotas branco, e clique na região mais clara. Agora, sim, aumentou bastante o contraste da imagem.

As vezes, este movimento estoura as cores da imagem, pois você acaba clicando em um ponto que não é o mais claro da imagem. Então clique na opção Show Clipping para visualizar as áreas estouradas da imagem.

curves-07

Alguns pontos de estouro não são problemas, mas manchas grandes são. Se houver alguma mancha grande em uma área importante da imagem (área que precise manter os detalhes), sem sair da opção Show Clipping, clique com o conta gotas branco sobre uma destas áreas. Você verá que diminuirá as áreas estouradas. Saia do Show Clipping e utilize a opção Preview para visualizar o antes e depois da sua imagem.

curves-08

Perceba que o Curves moveu até as curvas dos canais de cor (surgiram linhas coloridas no gráfico), isto é porque ele alterou os canais de cores da imagem de forma equilibrada para converter o ponto sobre o qual você clicou em branco neutro. Isto pode ser muito útil também para corrigir desvios de cor na sua imagem e executar o balanço de branco.

Share this article

Em seus 12 anos de experiência, tanto em design como em desenvolvimento, trabalhou em diversos projetos, muitos de grande porte, para clientes como Banco do Nordeste, Sebrae, Anna Pegova, Grupo Deib Otoch, dentre outros. Como designer, trabalha com o Adobe Photoshop desde a versão 3.0, além do Illustrator, sendo certificado pela Adobe (ACE e ACI) nestes softwares. Como desenvolvedor, foca seus esforços atualmente no ActionScript 3.0 (Plataforma Flash) e Objective-C (iOS). Ministra, desde 2005, treinamentos na @iwtraining para estudantes e profissionais, além de grandes empresas como Cagece, TRE, TRT, Esmaltec, Grupo Edson Queiroz, Sebrae, Senac, Correios.

Posts Relacionados

Deixe um comentário